Mas afinal, o que é “Permacultura”?

Atualizado: Jul 9


Fonte: oanews.com.br


Vamos te contar agora mesmo! Pega o papel, o lápis e se prepara que lá vem informação verde na parada ...


A permacultura é um conceito extremamente importante para entendermos como podemos definitivamente reconectar com a natureza e retomar as nossas ancestralidades e as relações mais saudáveis e benéficas com o meio ambiente. Neste contexto, surge então lá na Austrália, Oceania, o termo criado pelo ecologista Bill Molisson.


Bill Molisson, e seu aluno David Holmgren, decidiram então observar e estudar profundamente todos os fenômenos e relações que acontecem em ambientes naturais sem necessariamente a interferência humana. Essa observação, resultou na criação de metodologias e técnicas que pudesse recriar relações e chegar o mais próximo possível das relações que ocorrem na natureza e ao longo do tempo ficou conhecida como “Cultura da Permanência”.


Se liga no conceito de Roberto Mendes, Permacultor Pernambucano especialista em metodologia em educação ambiental e ativista na área de construção de propostas de desenvolvimento sustentável para o campo:

“A permacultura então é a tentativa de criar espaços humanos onde os elementos (componentes vivos), as estruturas físicas e todas as energias existentes localmente e vinda de fora se relacionam de forma a montar um espaço altamente sustentável.”

Fonte: celinalago.com.br


Ainda segundo o Roberto, o objetivo principal da permacultura é a criação de sistemas que sejam ecologicamente corretos e economicamente viáveis: que supram suas próprias necessidades, não explorem ou poluam, tornando a sua cultura, uma atividade permanente.


Para melhor entender a permacultura na prática, algumas metodologias então foram definidas na esperança de facilitar o acesso aos conhecimentos observados e trabalhados por Molisson.

A operacionalização da permacultura parte então dos seguintes pontos:


1. Observação da natureza ao seu redor

2. Identificação da função dos elementos naturais

3. Entendimento das relações entre estes elementos

4. Adequação dos elementos e do espaço a fim de criar um design “permacultural”, ou seja, um design sustentável.


Vale destacar que a permacultura como área de conhecimento é de fato um mundo extenso de possibilidades. E os designs permaculturais devem ser estudados e ampliados para aplicação em escalas menores e altamente efetivos também.


A Permacultura propõe viver sem esgotar os recursos naturais.


O contato com a natureza nos permite aguçar nossos sentidos, nos permite segurança alimentar, economizar recursos energéticos, nos permite respirar ares mais saudáveis e educar nossa geração para que entendam a importância da natureza para a nossa vivência como coletivo.

Que tal pensar nos conceitos e aplicações da permacultura para aplicarmos em espaços urbanos, no seu condomínio, na sua comunidade, no seu apartamento, na sua casa?


Deixamos então a reflexão sobre como você pode mudar seus espaços para que eles se tornem permanentemente sustentáveis?

E principalmente deixamos aqui sugestões de leitura e os materiais que utilizamos para construir esse texto.


Até a próxima!

Fonte: pinterest_vagabomb.com



Material de apoio:

Roberto Mendes. A permacultura aplicada na agricultura familiar. Permacultura Pedagógica,

2012.

Bill Molisson. O manual de designers em permacultura. 1988.

Richard Louv. A última criança na natureza. 2018.

Glaucus Cianciardi. A casa Ecológica. 2014.



Artigo escrito e cedido pela Chão Fértil (@chao_fertil).





39 visualizações

Rua do Apolo, 235

Bairro do Recife | Recife/PE

CEP 50030-220

  • Instagram
  • Canal no Telegram
  • Facebook
  • YouTube
  • LinkedIn